Inquérito violência no namoro

The students from class B of eleventh grade elaborated an inquiry about violence in relationships and applied it to 248 students from our school who were randomly selected between the different classes from the tenth grade to the twelfth grade, both in regular and vocational education.

From this inquiry, the following conclusions resulted: from the 248 respondents, 172 answered affirmatively that they have or had had a romantic relationship. Of these, 16% reported suffering some type of violence in relationships (verbal, physical or psychological); 45% said that jealousy had already affected their relationship; 10% said they felt pressure in their relationships.

When asked if parents have/ had knowledge about their relationship, 81% answered affirmatively and 80% said parents have a healthy relationship. Only 3% of the respondents replied that they have problematic relationships.

Generally, we conclude there are not so many situations that may lead to cases of violence in relationships. Not only do the parents follow closely their children’s relationships, but they also maintain healthy relationships, which is a very positive aspect to avoid any kind of violence.

Em português:

Os alunos da turma B do 11º ano, no âmbito da interdisciplinaridade (Matemática A e Inglês) , elaboraram um inquérito sobre a violência no namoro e aplicaram-no a 248 alunos do agrupamento, escolhidos aleatoriamente entre as diferentes turmas, desde o 10º ano ao 12º ano, tanto no ensino regular como profissional.

Deste inquérito resultaram as seguintes conclusões: dos 248 alunos inquiridos, 172 responderam afirmativamente que têm ou tiveram um relacionamento amoroso. Destes, 16% afirmaram sofrer algum tipo de violência no namoro (verbal, física ou psicológica); 45% afirmaram que os ciúmes já tinham afetado a sua relação; 10% afirmaram que se sentiam pressionados na sua relação.

Quando questionados acerca do conhecimento que os pais tinham/têm sobre o seu relacionamento, 81% responderam afirmativamente e também 80% afirmaram que os pais têm um relacionamento saudável. Apenas 3% dos inquiridos afirmam ter relações problemáticas.

Conclui-se que, de um modo geral, não se verificam muitas situações que levem a casos de violência no namoro no que diz respeito aos alunos da nossa escola. Para isso muito contribui o facto de os pais dos alunos acompanharem de perto as suas relações e eles próprios manterem relações saudáveis.

 

© 2019 Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes
Desenvolvido em Joomla!
Sites antigos: ESFFL (2014) | JL (2014)Ficha Técnica

Go to top